A recepção dos adeptos ao Benfica, no Marquês. 18.05.2019. FOTO: ANTONIO PEDRO SANTOS/LUSA

A equipa de futebol do Benfica chegou à Praça Marquês de Pombal, em Lisboa, às 00:58 (01:58 no Luxemburgo), num ambiente de euforia entre centenas de milhares de adeptos em festa pela conquista do 37.º título de campeão português de futebol.

Cerca de quatro horas depois de vencer o Santa Clara, por 4-1, no Estádio da Luz, no jogo da 34.ª e última jornada da I Liga, os ‘encarnados’ entraram no epicentro dos festejos pela Avenida Fontes Pereira de Melo, onde, da estrada às varandas de inúmeros edifícios, os adeptos ovacionaram jogadores, equipa técnica e dirigentes.

Chegada ao Marquês

Que ambiente na chegada ao Marquês. 🏆❤⚪#Campeão37 #TodosContam #Reconquista #HuaweiP30Pro

Publiée par Sport Lisboa e Benfica sur Samedi 18 mai 2019

Depois de algumas actuações musicais que serviram para ‘aquecer’ o ambiente até à chegada do autocarro especial para a festa do título, os adeptos não pouparam nas celebrações.

Com bandeiras, cachecóis e camisolas se pintou um ‘mar encarnado’ no coração da capital portuguesa, desde a Praça Marquês de Pombal até às avenidas circundantes.

O treinador do Benfica, Bruno Lage, nos festejos do “37”. 18.05.2019 – FOTO: JOSÉ SENA GOULÃO / LUSA

O treinador do Benfica, Bruno Lage, que guiou os ‘encarnados’ à 37.º vitória do clube na I Liga de futebol, foi apontado pelos adeptos como o principal responsável pelo título nacional.

De acordo com os adeptos ouvidos pela Lusa na Praça Marquês de Pombal, em Lisboa, onde muitos milhares aguardavam ainda a chegada da equipa para a festa, o treinador de 43 anos, que apenas assumiu o comando técnico em janeiro, recebeu todos os elogios pelo feito e por ter devolvido a confiança à massa associativa quando o Benfica estava a sete pontos do primeiro lugar.

“Foi sofrer até ao fim, mas quando recuperámos o primeiro lugar sentimos que viríamos aqui. [O principal responsável] Foi o ‘mister’ Bruno Lage. Sempre tivemos fé na equipa, mas a sete pontos era complicado. Sem retirar mérito a Rui Vitória, sentíamos um afastamento da equipa dos adeptos e o Bruno Lage veio reatar esse amor que estava aqui algo apagado”, afirmou Vanessa Alcobia, que veio de Queluz para a festa do título ‘encarnado’.

De Paris para o Marquês de Pombal veio Micael Martins. Com a camisola do Benfica e a pronúncia francesa bem vincada, este jovem adepto revelou não ter hesitado na ideia de vir para Lisboa no fim do campeonato, depois de ver a equipa sair vencedora (2-1) do jogo com o FC Porto, no Estádio do Dragão, no Porto.

O Benfica conquistou o 37° título de campeão nacional. 18.05.2019. FOTO: JOSÉ SENA GOULÃO / LUSA

“Venho de Paris. Vim cá uns dias, mas sabia que íamos ser campeões. Sabia que íamos ser campeões, por isso vim de propósito. O jogo no Dragão foi o momento em que soube que íamos ser campeões. Agora é festejar, depois vê-se quando voltamos. Espero estar aqui, neste mesmo lugar, no próximo ano”, disse, acrescentando: “O grande responsável pela vitória foi Bruno Lage. Ele mudou tudo e fez uma segunda volta espetacular”.

Já Paulo Lopes, que veio para a festa acompanhado da esposa e dos dois filhos, de dois e cinco anos, enalteceu o treinador do Benfica por “unir a equipa e ter sido a pessoa essencial para reunir as forças do Benfica”, mas destacou também o papel do presidente do clube.

“Luís Filipe Vieira apostou sempre no clube, num treinador novo, nos jogadores e em todos os benfiquistas. Em janeiro ninguém acreditava, hoje estamos aqui e para o ano logo se vê”, frisou, apontando o veterano avançado brasileiro Jonas, de 35 anos, como “o melhor” do plantel.

Benfica conquistou o 37° título de campeão nacional de futebol. 18.05.2019. FOTO: ANTÓNIO COTRIM / LUSA

Por fim, João Catarino, acompanhado da filha Sara, partilhou o mérito da conquista do 37.º título “por todos os jogadores, o treinador e o presidente”, reconhecendo ainda que “será complicado” segurar algumas das maiores promessas ‘encarnadas’ e que o momento mais marcante surgiu com o triunfo sobre os ‘dragões’.

“Não estava confiante, era muito difícil dar a volta à situação e felizmente conseguimos. Creio que o momento decisivo foi ganharmos em casa do FC Porto”, observou.

O Benfica assegurou no sábado o seu 37.º título de campeão português de futebol, ao golear em casa o Santa Clara por 4-1, em jogo da 34.ª e última jornada da competição, que terminou com 87 pontos, mais dois do que o FC Porto.

‘Encarnados’ recebidos na segunda-feira na câmara de Lisboa

O Benfica vai ser recebido na Câmara Municipal de Lisboa na segunda-feira, às 18:00 (19:00 no Luxemburgo), dois dias após ter conquistado o 37.º título de campeão nacional de futebol, anunciou a autarquia na rede social Twitter.

“Os novos campeões nacionais serão recebidos nos Paços do Concelho, segunda-feira, 20 de maio, às 18:00’, informou o município.

A Câmara Municipal de Lisboa felicitou ainda o clube ‘encarnado’ pela conquista do campeonato nacional masculino e da Taça de Portugal de futebol de feminino.

“A Câmara Municipal de Lisboa saúda o Benfica e as suas equipas seniores de futebol masculino e feminino, pela conquista do 37.º título nacional e da Taça de Portugal, respetivamente”, indicou.

Presidente promete duplicar prémio pela conquista do título

O presidente do Benfica anunciou que o prémio pela conquista do título português de futebol será duplicado, afirmando que foi um homem “com uns tomates muito grandes” para tomar algumas decisões ao longo da época.

“Todos sabem o que se passou ao longo da época, somos todos campeões, mas existem coisas que é importante reforçar. Fomos uma verdadeira família, mesmo nas horas adversas, com decisões muito difíceis”, disse Luís Filipe Vieira, em declarações transmitidas pela Benfica TV.

O Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, com o troféu do 37° campeonato. FOTO: ANTÓNIO COTRIM / LUSA

O presidente do Benfica foi balneário no final do jogo com o Santa Clara e não esqueceu os momentos difíceis que a equipa teve de enfrentar ao longo da época.

“Nas alturas mais adversas, fui um gajo com uns tomates muito grandes para tomar decisões. Não nos desunimos, reforçámos laços e conquistámos este título, que é de todos nós, em especial deste senhor [o treinador Bruno Lage]”, frisou.

Luís Filipe Vieira anuncia duplicação do prémio de jogo – Benfica / Facebook

Luís Filipe Vieira disse que, com a entrada de Bruno Lage para o comando técnico da equipa, substituindo Rui Vitória, os laços dentro do grupo ainda se reforçaram mais.

“Um obrigado a todos vós, estou superfeliz e os adeptos estão superfelizes”, afirmou, antes de anunciar que o prémio a distribuir ao plantel pela conquista do título será duplicado, o que foi festejado pelos jogadores.

Publicidade