(de g. à dr.) Alain Disviscour, Guy Heintz, Josiane Pauly (tous MMTP), André Schaack (Police), François Bausch. FOTO: ©MMTP

O Luxemburgo vai ter mais radares de controlo de velocidade no âmbito do plano de acção para a segurança rodoviária até 2023, revelou hoje o ministro da Mobilidade.

Segundo o plano apresentado esta segunda-feira (13) pelo ministro François Bausch, uma das medidas para combater o excesso de velocidade e a mortalidade nas estradas luxemburguesas passa pela instalação de mais radares fixos, radares de velocidade média (‘radar-​​tronçon’) e mais radares móveis.

No total, são 31 medidas que integram o plano de acção Segurança Rodoviária 2019 – 2023, com especial incidência no combate ao excesso de velocidade, à condução sob o efeito de álcool ou drogas e o uso de telemóveis durante a condução.

Tal como o LUX24 tinha avançado em dezembro, o primeiro radar de velocidade média do país será instalado na estrada E11, num troço de quatro quilómetros, considerado “particularmente perigoso”.

Está já prevista também a instalação de um segundo radar deste tipo na estrada N25, entre Wiltz e Kautenbach.

Para além do aumento do número de radares fixos, móveis e de velocidade média, a tutela e as diversas entidades envolvidas preveem a redução da velocidade fora do aglomerados habitacionais e, nas áreas residenciais, criar mais zonas cuja velocidade máxima permitida será de 20km/h e/ou 30km/h.

Acidente mortal na estrada N7. 08.05.2019 – FOTO: Police

De acordo com o plano hoje apresentado, a condução sob a influência de álcool ou drogas é outro dos grandes desafios das autoridades que prometem “tolerância zero”.

A tutela pretende incentivar a instalação de sistemas ignição anti-álcool nas viaturas e colocar testes de alcoolemia à disposição dos clientes de cafés ou outros estabelecimentos de diversão.

Para além do álcool, as drogas vão estar igualmente sob alçada das autoridades e, mesmo que a cannabis seja legalizada em breve no país como previsto, o ministro François Bausch insiste na “tolerância zero” para a condução sob o efeito de drogas.

Usar auriculares e outros aparelhos de ouvido que reduzam a atenção do condutor vão ter penas agravadas, com multas de 145 euros e a perda de 4 pontos na carta.

O objectivo do novo plano é reduzir ao máximo a mortalidade nas estradas luxemburguesas. No ano passado, 36 pessoas morreram vítimas de acidentes de viação no país.

Consulte o Plano de acção de Segurança Rodoviária 2019-2023.