O Luxemburgo foi o país da União Europeia (UE) que mais beneficiou com o mercado único europeu. O Grão-Ducado só foi ultrapassado pela Suíça, que não integra os 28 da UE.

Segundo dados divulgados da fundação alemã Bertelsmann, cada residente no Grão-Ducado ‘ganhou’ mais 2.834 euros por ano.

No geral, o estudo, que analisou o impacto do mercado interno da UE sobre os rendimentos reais nas regiões europeias, refere que cada cidadão europeu enriqueceu, em média, 840 euros.

Dados divulgados pela Bertelsmann Stiftung