Depois da DBRS foi agora a agência de notação financeira Standard & Poor’s a confirmar que mantém o triplo ‘A’ do Luxemburgo, com uma perspectiva estável.

Na sua análise, a agência salienta que a prosperidade da economia luxemburguesa continua a beneficiar de um “quadro institucional eficaz, de uma política fiscal prudente e de um crescimento económico robusto e sustentável”.

“O triplo A é a ilustração de finanças públicas sólidas e da atractividade da nossa economia, bem como do seu centro financeiro. Esta notação enfatiza, portanto, a solidez das escolhas orçamentais do Governo”, afirmou, em comunicado, o ministro das Finanças, Pierre Gramegna.