Dois funcionários dos Caminhos de Ferro Luxemburgueses (CFL) foram este sábado à noite violentamente agredidos por uma dezena de jovens na gare de Oetrange, Luxemburgo.

Segundo a polícia, tudo começou cerca das 23:45 quando o revisor de um comboio, que fazia a ligação entre Wasserbillig e o Luxemburgo, pediu a um grupo de jovens para se afastar da ferrovia por motivos de segurança.

De imediato, os jovens, entre 16 e 18 anos, partiram para as agressões físicas ao revisor. O maquinista veio em seu auxílio foi igualmente agredido, antes de o grupo se colocar em fuga.

Os dois funcionários necessitaram de tratamento hospitalar.

A polícia, que abriu uma investigação ao caso, lançou um apelo a testemunhas. Qualquer informação útil deve ser comunicada à polícia através do número nacional 113.

CFL apresenta queixa

Os CFL reagiram ao caso e mostraram-se “abalados e chocados” com o episódios das agressões.

Em comunicado, os Caminhos de Ferro Luxemburgueses condenam o “comportamento perfeitamente inaceitável” dos jovens agressores e manifesta a intenção de apresentar queixa contra os agressores.

Os CFL garante ainda tudo fazer para “apoiar os trabalhadores feridos e as suas famílias”.

Les CFL sont bouleversés et choqués par l’agression dont deux de leurs collègues ont été victimes dans la nuit du samedi…

Publiée par CFL – Société Nationale des Chemins de Fer Luxembourgeois sur Dimanche 17 mars 2019