O primeiro-ministro do Luxemburgo, Xavier Bettel, mostrou-se hoje agastado com a postura dos deputados da Câmara dos Comuns, o Parlamento britânico, que esta quinta-feira (14) aprovaram o adiamento da saída para depois de 29 de março.

A proposta de prolongamento do Artigo 50º, que pede à União Europeia uma “prorrogação técnica curta e limitada” de três meses, recolheu 402 votos a favor e 202 contra.

Contudo, a extensão do prazo para a saída do Reino Unido da União Europeia só será possível se os outros 27 Estados membros aceitarem.

Em Bruxelas, o primeiro-ministro luxemburguês criticou o “impasse” que está a ser causado pelo Parlamento britânico e deixou um recado aos deputados:

 

 

“Manter a calma e beber chá não é uma opção para o Brexit nem para os próximos dias. Precisamos de uma razão clara e plausível para o atraso na extensão do Artigo 50”, escreveu Xavier Bettel, no Twitter.