Não há nenhuma vítima de origem luxemburguesa, nem portuguesa, entre os 157 mortos na sequência da queda de um avião da Ethiopian Airlines.

O aparelho despenhou-se este domingo de manhã pouco depois de descolar de Adis Abeba, Etiópia.

Não há sobreviventes. A bordo estariam 149 passageiros e oito tripulantes a bordo, de 35 nacionalidades.

Até ao momento, a lista não inclui cidadãos portugueses nem luxemburgueses.

A confirmação foi dada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo, Jean Asselborn, e pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

As causas do acidente ainda não são conhecidas.