A polémica está instalada. O Presidente do Brasil Jair Bolsonaro publicou na sua conta no Twitter um vídeo com conteúdo sexual explícito para fazer uma crítica ao Carnaval.

“Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conclusões”, escreveu Jair Bolsonaro no Twitter.

O vídeo publicado na terça-feira mostra três homens a sambar alegadamente em São Paulo, durante a passagem de um bloco.

Um dos indivíduos usa um fato de sado-masoquismo, mostra as nádegas e aparentemente introduz o dedo no ânus. Em seguida, baixa a cabeça e o outro homem urina sobre os seus cabelos, para delírio de quem assiste à cena.

 

A Presidência da República do Brasil emitiu um comunicado sobre o vídeo, afirmando que as imagens em causa violam os “valores familiares e as tradições culturais”.

A polémica não tardou muito por causa do conteúdo explícito – o vídeo está agora restrito – e não adequado para todos os públicos.

“Muitos desfiles de rua do Carnaval brasileiro tornaram-se o que você vê”, lamentou Jair Bolsonaro.

Noutro tweet publicado esta quarta-feira, em plena controvérsia, o presidente ainda pergunta: “O que é ‘golden shower’?”, referindo-se a um termo que descreve o ato de urinar na pessoa com quem se mantém uma relação sexual.