A 12 de Março de 2019 têm lugar as Eleições Sociais. Todos os trabalhadores e todos os pensionistas do Luxemburgo (quer residam ou não no Grão-Ducado) são chamados a eleger os seus representantes no seio da sua empresa, mas também no seio da “Chambre des salariés” (CSL, ou Câmara dos Trabalhadores). Estas eleições são de grande importância, uma vez que determinam quem defenderá os seus interesses e direitos.

Nas últimas eleições dos trabalhadores em 2013, a central sindical OGBL conseguiu 38 dos 60 assentos na “Chambre des salariés”. Relativamente à Construção (grupo 3), a OGBL conquistou 5 dos 6 assentos existentes na CSL para este sector, quando antes tinha apenas quatro. Esta vitória em 2013 deve-se à qualidade do trabalho da OGBL e dos delegados sindicais no terreno, em prol dos direitos dos trabalhadores. E isso, todos os trabalhadores da Construção sabem-no bem.

A OGBL quer repetir e mesmo alargar esta vitória nas eleições sociais deste ano. Porque uma OGBL mais forte no seio das empresas do sector e da CSL é a garantia que os direitos sociais de todos os trabalhadores vão ser defendidos e reforçados.

O trabalho da OGBL nestes últimos cinco anos permitiu a milhares de trabalhadores deste sector de fazer ouvir a sua voz – quer através dos seus delegados do pessoal, quer através dos representantes eleitos na CSL.

Foi graças à força da OGBL, dos respectivos delegados e militantes, e devido à nossa política tarifária agressiva que, nas negociações, conseguimos obter bons acordos em diversos sectores, como no sector da construção e da engenharia civil, no sector dos electricistas, no sector dos ladrilhadores e no sector dos técnicos de elevadores.

Neste contexto, a força de mobilização da OGBL e a expressão das relações de força produziram resultado, demonstrando a determinação dos trabalhadores e do seu sindicato OGBL nos momentos de conflito. Esta demonstração deixa o patronato ciente de que trabalhadores e sindicato estão prontos a mobilizar-se para defender e, sobretudo, melhorar as suas condições de trabalho, bem como os salários.

 

 

Apesar do bom trabalho realizado, seria um grave erro baixar a guarda, uma vez que ainda nos esperam grandes desafios nos próximos anos neste sector.

Só um sindicato forte como a OGBL pode assegurar que os interesses dos trabalhadores sejam defendidos e que, em especial, as suas condições de trabalho e de remuneração sejam melhoradas com força, determinação e competência.

A voz dos trabalhadores não se consegue fazer ouvir de modo claro e inequívoco senão através do combate colectivo. A OGBL é o único sindicato do sector da construção e dos ofícios da construção que permite aos trabalhadores defender os seus direitos e fazer ouvir  alto e claro a sua voz. A força de um sindicato mede-se nestas eleições sociais e no seu resultado. Só o voto na OGBL (Lista 1) e, portanto, uma vitória da OGBL nas empresas e na CSL, fortalecerão os trabalhadores do nosso sector.

 

Unir os 44 mil trabalhadores do sector  

 

Para que juntos possamos continuar por este caminho de conquistas sociais, é imprescindível que, todos unidos, vençamos estas eleições sociais. Unidos, saberemos defender os interesses dos 44 mil trabalhadores da construção e dos ofícios da construção. Unidos, teremos melhores salários através da negociação coletiva. Unidos, defenderemos o nosso tempo de trabalho atual. Unidos, melhoraremos as nossas condições de trabalho.

Os boletins de voto para eleger os representantes da ‘Chambre de salariés’(CSL) já começaram a chegar a casa dos trabalhadores e pensionistas (são 520 mil eleitores no total, incluindo os transfronteiriços e os reformados que não vivem no Luxemburgo).

O secretário central do Sindicato da Construção da OGBL, Jean-Luc De Matteis, fala das lutas e dos objectivos da nossa central sindical neste sector (vídeo no canal da OGBL no Youtube, com legendas em português): https://www.youtube.com/watch?v=Dgx8PpIObeM&t=7s

Vota OGBL, Vota Lista 1.

(Primeiro excerto de um texto com duas partes)

 

Agenda para os próximos dias:

 

Dia 9 de Fevereiro, a partir das 15h00: Jornada das Eleições Sociais no Centro Cultural de Bonnevoie (2, rue des Ardennes), na cidade do Luxemburgo. Discurso de André Roeltgen, presidente da OGBL, às 19h; Animação com: Rancho Folclórico do Alto Minho, Abadá Capoeira (Brasil), La Courageuse de Pétange (ginástica artística), Montsú (Carnaval cabo-verdiano), Black Nemesi (hip hop, Maison de Jeunes de Bonnevoie), Kud Evropa (folclore jugoslavo), baile com o conjunto Inovação (21h). Esta jornada é uma organização conjunta do Departamento dos Imigrantes da OGBL e da Secção Luxemburgo-Centro da OGBL.

 

Dia 11 de Fevereiro, às 18h00: Manifestação para protestar contra os atrasos nas respostas da Segurança Social portuguesa, por ocasião da visita ao Luxemburgo do Secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, junto ao Instituto Camões, em Merl (4, place Joseph Thorn), na capital. Uma organização da “Comissão para a Melhoria da Segurança Social” (OGBL, Raras e Conselheiros das Comunidades).

 

 

=> A OGBL explica e informa. A OGBL é a n°1 na defesa dos direitos e dos interesses dos trabalhadores e dos reformados portugueses e lusófonos. Nas eleições de 12 de Março de 2019, vote OGBL, Lista 1. Para qualquer questão, contacte o nosso Serviço Informação, Conselho e Assistência (SICA), através do tel. 26 54 37 77 (8h-17h) ou passe num dos nossos escritórios: 42, rue de la Libération, em Esch-sur-Alzette; 31, rue du Fort Neipperg, na cidade do Luxemburgo; e noutras localidades.

Publicidade
Este conteúdo é patrocinado.