O deputado socialista Paulo Pisco / Facebook

 

O Governo português “está atento” à situação dos atrasos da Segurança Social que têm prejudicado e lesado muitos portugueses radicados no Luxemburgo e a “trabalhar” em medidas para encontrar soluções para o problema, afiançou o deputado do PS, Paulo Pisco.

Em declarações ao LUX24, à margem da visita ao Luxemburgo, o deputado socialista, eleito pelo círculo da Europa, lamentou os transtornos causados pelos atrasos na entrega de documentação por parte da Segurança Social e da Caixa Nacional de Pensões, para efeitos de reforma ou de subsídios.

“É absolutamente essencial que sejam encontradas soluções e respostas para resolver este problema que tem afectado muitos portugueses no Luxemburgo”, exortou Paulo Pisco.

“O Governo não despertou só agora para este problemática no Luxemburgo e está a implementar medidas para ajudar a resolver este tipo de situações, nomeadamente com a abertura de um pólo da Segurança Social em Leiria, exclusivamente destinado a tratar estes casos internacionais; a criação de mais 20 equipas da Caixa Nacional de Pensões, para acelerar a capacidade de resposta; e com a organização e digitalização micrográfica das carreiras contributivas”, sublinhou Paulo Pisco ao LUX24.

O deputado português faz um apelo a todos as pessoas para que recorram apenas às administrações públicas dos dois países (Luxemburgo e Portugal) na tentativa de resolver as suas situações com a Segurança Social.

“Sem intermediários ou entidades terceiras que venham tentar resolver os problemas, cobrando dinheiro, relativamente a um tipo de serviço que o próprio Consulado faz gratuitamente, ou que tem nos sindicatos (OGBL e LCGB) o apoio, encaminhando os processos para a Segurança Social também gratuitamente. E também por uma questão fundamental, que e a proteção de dados pessoais”, rematou Paulo Pisco.

Recorde-se que recentemente vários imigrantes portugueses radicados no Luxemburgo, prejudicados e lesados pelos atrasos da entrega de documentação por parte da Segurança Social portuguesa, decidiram confrontar o Secretário de Estados das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, aquando da sua próxima visita ao Luxemburgo, no próximo dia 11.

Os atrasos da Segurança Social portuguesa dominaram a agenda de Paulo Pisco, que sexta-feira (01) e sábado (02) esteve no Luxemburgo.

O parlamentar português reuniu com o Cônsul de Portugal no Luxemburgo, Gomes Samuel, com as centrais sindicais OGBL e LCGB, com representantes da Confederação da Comunidade Portuguesa no Luxemburgo (CCPL), tendo ainda participado num encontro com militantes e simpatizantes do PS e participando num jantar solidário em Rumelange, organizado pela Associação dos Louriguenses no Luxemburgo e também na Associação de Desenvolvimento e Intervenção Educativa (ADIE).

 

Encontro com membros da direção da CCPL, presidida por Elisabete Soares. As atividades da confederação e a lusofonia estiveram entre os temas discutidos. Com a Paula Martins, a Rosa Serrano e Sérgio Gonçalves.

Publiée par Paulo Pisco sur Samedi 2 février 2019

 

Encontro com o dirigente do sindicato OGBL, Carlos Pereira, essencialmente para falar do atraso na entrega dos comprovativos dos descontos feitos em Portugal para efeitos de reforma.

Publiée par Paulo Pisco sur Vendredi 1 février 2019

 

Encontro com o sindicato LCGB para falar essencialmente da questão das reformas dos portugueses no Luxemburgo e dos…

Publiée par Paulo Pisco sur Vendredi 1 février 2019

Publicidade