O internacional português, Cristiano Ronaldo foi esta terça-feira (22) ouvido no Tribunal Provincial de Madrid, onde reconheceu a culpa de quatro crimes de fraude fiscal.

O futebolista da Juventus acordou pagar uma multa de 18,8 milhões de euros, escapando assim a uma pena de prisão de 23 meses.

Este acordo permite fechar o processo judicial aberto contra Cristiano Ronaldo por fuga ao fisco devido aos rendimentos sobre os direitos de imagem em Espanha, quando jogava no Real Madrid.