Félix Braz © SIP / Yves Kortum

 

A secção do Partido Socialista (PS) do Luxemburgo revela estar ‘orgulhosa’ da nomeação do lusodescendente Félix Braz como vice-primeiro-ministro no novo Governo do Grão-Ducado, que esta quarta-feira (05) foi empossado.

“Esta nomeação a um alto cargo do Governo, marca, sem precedente, a importância da Comunidade Portuguesa residente no Grão-Ducado”, refere um comunicado do PS/Luxemburgo.

Contudo, o documento aborda outro assunto e revela preocupação “com o risco de pobreza e de exclusão social”, que “ronda os 20% da população” do Luxemburgo.

Por isso, os socialistas deixam um apelo aos Verdes (Déi Gréng), partido de Félix Braz, nomeadamente à nova ministra da Habitação, Sam Tanson.

“Num país que ocupa o ranking dos países com mais alto nível de vida no mundo (…) e, sendo que um dos pontos que contribui maioritariamente para a fragilização orçamental das famílias é o problema da habitação, a Secção do PS Luxemburgo, quer aqui deixar um apelo veemente ao partido Os Verdes, e em particular a Sam Tanson, a quem, durante esta próxima legislatura, incumbirá a pasta da Habitação, que  um máximo de esforços sejam feitos por forma a implementar as medidas que se impõem no âmbito de um acréscimo significativo de habitações sociais”, remata o documento socialista.