A Convenção Coletiva de Trabalho do sector da Construção e da Engenharia Civil foi hoje renovada pelos sindicatos e entidades patronais, no Luxemburgo.

De acordo com a central sindical OGBL, o novo documento – que beneficiará 18 mil empregados do sector – prevê, entre outros, um aumento dos salários tarifários de 2,4% sobre 3 anos (1% a 1 de Janeiro de 2019, 0,7% a 1 de Janeiro de 2020 e 0,7% a 1 de Janeiro de 2021).

O documento assinala ainda um aumento dos salários reais de 2%, através de uma revalorização do prémio de fim de ano que passa de 5 para 7%. Esta majoração de 2% não está condicionada. O complemento de prémio relativo aos acidentes de trabalho e à segurança foi revogado e integrado neste sobreprémio de 2%.

 

COMUNICADO DE IMPRENSA Assinatura da Convenção Colectiva de Trabalho para a Construção e a Engenharia CivilDepois de…

Publiée par OGBL Sindicato Número 1 no Luxemburgo sur Mardi 4 décembre 2018

 

A nova convenção coletiva prevê ainda a melhoria das condições de trabalho dos trabalhadores administrativos, que obtêm 2 dias de férias suplementares (27 dias no total) e o pagamento de um prémio de fim de ano idêntico aos trabalhadores abrangidos pela Convenção Colectiva de Trabalho.

A OGBL mostrou-se satisfeita com o acordo alcançado.

“As principais reivindicações da OGBL foram respeitadas e este acordo garante grandes avanços para os trabalhadores do sector. A OGBL faz questão de sublinhar que apesar de as negociações com o patronato terem sido algo conflituosas nos últimos dois anos e meio, por outro lado, o diálogo social melhorou bastante no final das negociações, permitindo um diálogo social construtivo”, refere o comunicado da central sindical.

A nova convenção coletiva de trabalho é válida por 36 meses, a contar do dia 1 de janeiro de 2019.