São Gonçalves, poetisa.

Rodrigo Guedes de Carvalho é um reconhecidíssimo jornalista da televisão Portuguesa e ao mesmo tempo um escritor com provas dadas. Os seus romances anteriores tinham já sido de grande sucesso, abordando neles temas inerentes à complexidade humana e à existência dos homens e das mulheres nas suas mais diversas categorias sociais, nas suas esperanças e angústias.

‘Jogos de Raiva’ é o seu mais recente livro onde aborda temas muito atuais e fraturantes da nossa sociedade. O racismo, a depressão, a adoção, os medos, os segredos de família, os remorsos que consomem as vidas e as almas, já de si mortificadas pelo desgosto.

O tema central é sobretudo este tempo de pós-modernismo, tempo de consumo de massas, tempo de comunicação à escala global, as redes sociais, a proliferação do ódio e dos extremismos. E, acima de tudo, a incapacidade do homem de num dado momento, um momento dramático, ser capaz de parar com o horror que é ver a maldade e o ódio serem difundidos em direto para todo o mundo.

A narrativa centra-se na vida de uma família e percorre três gerações. Francisco José, o patriarca, homem sensível e ligado às artes, oriundo de famílias abastadas do Norte, fez a guerra colonial, de onde trouxe uma menina que encontrou perdida numa emboscada. Nunca precisou de trabalhar. Escreve um livro na sua velhice sobre o complexo mundo das redes sociais. Maria Clara, a esposa, é psicóloga num hospital.

É a partir deste núcleo familiar que toda a trama se vai desenrolar. Têm três filhos, Nuno Maria, que se tornaria num consagrado jornalista e Ana Teresa, a filha adotada, negra, que Francisco José trouxera de África e Santiago, o filho autista.

Há nesta família um segredo dramático, um acontecimento escondido, ou antes, camuflado entre todos, mas que é na verdade uma bomba relógio prestes a explodir.

 

 

Esta é uma família que à semelhança de tantas outras, na sua complexidade e relações sociais constroem a realidade de um país, do mundo. Quando o drama familiar acontece, a família fragmenta-se, os sentimentos, alteram-se, e a vida passa a ser vivida entre o remorso, o medo e a culpa. Há ao mesmo tempo as ligações externas que se vão tecendo no sentido de apaziguar os medos e construir novas realidades, fora do círculo familiar.

‘Jogos de Raiva’ é no fundo um espelho desta sociedade contemporânea, que vive a um ritmo acelerado, e é sobretudo uma chamada de atenção ao perigo das redes sociais, da transmissão em direto da maldade humana, na ganância que se criou com os ganhos da partilha desenfreada dos conteúdos, sem filtro, sem consciência do mal, sem juízo crítico.

Rodrigo Guedes de Carvalho constrói uma narrativa realista do mundo atual, ao mesmo tempo que nos faz refletir na complexidade das relações familiares e humanas, no poder da amizade, do perdão, mas também na dolorosa visão da decadência do mal.

Título – Jogos de raiva Autor-Rodrigo Guedes de Carvalho Editora- D. Quixote 2018

 

*São Gonçalves, poetisa, escreve às terças no LUX24.